fbpx
skip to Main Content
PRODUTOS COM REGISTRO NA ANVISA
Desvendando Os Acrílicos

Desvendando os acrílicos

Os acrílicos foram os pioneiros na indústria de alongamento e decoração das unhas naturais. Esses acrílicos que conhecemos hoje foram inspirados a partir das tecnologias utilizadas por dentistas para a modelagem de dentes.

Eles são, basicamente, líquidos que, ao entrarem em contato com os pós, formam uma pasta grudenta. A Nail designer, portanto, utiliza essa pasta na unha natural e vai suavizando-a e modelando-a no leito da unha, para, quando chegar ao resultado esperado, permitir que o acrílico seque naturalmente. 

Falando assim, parece que os acrílicos são relativamente simples. Mas, na verdade, eles têm uma complexidade e detalhes que precisam da devida atenção dos Nail Designers. Mas antes vamos entender um pouco sobre a química desses produtos. 

O que compõe os acrílicos

O acrílico é um nome dado a um tipo de plástico chamado metacrilato. Para formar a pasta acrílica – utilizada nos procedimentos das unhas – é necessário o monômero (líquido) e o polímero (pó) – um depende do outro e vice e versa. 

A palavra monômero (mono significa “um”) se refere aos componentes químicos minúsculos que estão unidos no líquido. E essa união vai se desenvolvendo até formar “correntes” de monômeros e esse aglomerado é chamado de polímero (poli significa “muitos”).

Já os polímeros que estão presentes no pó ajudam a regular a consistência do líquido, já que, embora os monômeros estejam bem juntinhos, a viscosidade ainda é muito baixa. Esses pós são formulados por metacrilatos (plásticos) pouco flexíveis e, ao reagirem com o monômero, formam uma estrutura rígida semelhante a uma rede, que vão se solidificando até se assemelharem a uma unha. 

A mistura importa?

Sim! A maior dificuldade em manusear os acrílicos está justamente na hora de misturar o monômero e o pó acrílico. O excesso de líquido, por exemplo, é um dos piores problemas, porque pode desenvolver alergias e irritações. Isso acontece porque o excesso de líquido vai escorrer da mistura e pode entrar em contato com a área da cutícula ou com a pele. Parte desse excesso pode, inclusive, permanecer no leito da unha, ficando lá por dias ou meses, sem a chance de evaporar ou de reagir com o pó. 

Dessa forma, percebemos que é muito importante nos atentarmos a proporção da mistura de acrílicos. Para saber qual a proporção correta é fundamental perguntar ao desenvolvedor do produto, mas nunca exceda 2:1 (líquido para pó). Todavia, é importante criar a consistência que você melhor consegue manusear, para evitar que o acrílico entre em contato com a pele e garantir o resultado perfeito para suas clientes. 

Para saber qual é a melhor consistência para você, é ideal que você faça testes com diferentes proporções (que estejam entre as medidas recomendadas pelos fabricantes). Só que antes de encontrar a sua proporção perfeita, você tem que entender como cada mistura se aparenta. 

  • A aparência da proporção perfeita, no caso de acrílicos transparentes, é um vidro fosco. Já nos acrílicos coloridos, vão ter uma superfície lisa e brilhante;
  • Se a mistura estiver pingando, com uma aparência excessivamente lisa, com uma cor arroxeada marmorizada e que se achata muito rapidamente, significa que o líquido está em excesso.
  • Caso você consiga ver manchas de pó na mistura e ter dificuldades em retirar a mistura do pincel, é que ela está extremamente seca. 

Quando a mistura está muito molhada é fácil de resolver, é só voltar com o pincel para o pote de pó. Entretanto, se a pasta ficar seca, será necessário descartar toda a mistura e lembre-se de higienizar bem o pincel antes de entrar em contato com o acrílico novamente, para não ter resquícios de misturas antigas e para evitar a contaminação dos produtos.

E agora o passo-a-passo

Agora que você sabe sobre a química dos acrílicos e como chegar à mistura ideal, você pode saber como o procedimento acontece. 

A primeira etapa é a higienização das unhas, com o nosso Cleansing Spray. A unha deve ser devidamente limpa, para que óleos e sujeiras no leito não atrapalhem o resultado final e/ou a durabilidade do serviço.

Depois, você deve fazer a etapa de preparação da unha, utilizando os nossos primers. Caso você queira saber qual primer utilizar em cada cliente, leia o nosso blog sobre os primers e preparação

O terceiro passo é colocar a mão na massa, ou melhor, a mão no acrílico. Nessa hora é necessário ficar atento com o tempo, porque a pasta acrílica (monômero+pó) deve ser manuseada rapidamente antes que ele se solidifique completamente, uma vez solidificado, ele não pode ser modelado mais. As utilidades do acrílico são extensas, elas vão de decorações 3D até o alongamento das unhas naturais. Então, é importante manter em mente qual o serviço a ser feito antes de fazer a mistura. Assim que o acrílico se solidificar, é só lixar para tirar as imperfeições e chegar ao formato desejado. 

Por fim, é só utilizar um finalizador para aumentar a durabilidade do acrílico e dar o acabamento perfeito a unha. 

Agora você está pronto para arrasar com unhas acrílicas! Compartilhe para outros Nail Designers conhecerem esse mundo maravilhoso dos acrílicos.

Até o próximo post 😉 

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top