fbpx
skip to Main Content
PRODUTOS COM REGISTRO NA ANVISA
Primer: Tudo Que Você Precisa Saber Sobre A Preparação

Primer: tudo que você precisa saber sobre a preparação

Todo mundo conhece os nossos primers. Mas você já se perguntou por que o primer é tão importante e como ele funciona? Saiba mais lendo esse post.

A preparação das unhas é, sem dúvida, uma das etapas mais importantes no processo de manicure. Caso ela não seja realizada de forma correta, a unha da cliente pode ser danificada e o produto pode descolar. Por isso, é extremamente importante realizar uma boa preparação do leito ungueal antes de começar qualquer procedimento.

A primeira camada

O primer é o primeiro produto a ser aplicado na unha, após a higienização, e ele vai funcionar como uma fita dupla-face, ou seja, ele vai se aderir ao leito ungueal e ao produto, ao mesmo tempo. E como ele faz isso?

Antes de entender o funcionamento dele é preciso saber algumas propriedades da unha. A unha tem um pH baixo – isso é, ela tem caráter levemente ácido -, ela tem afinidade com a água (polar) e tem uma superfície lisa. Todas essas características podem prejudicar a adesão com alguns produtos, por exemplo, o acrílico – que tem pH alto, não interage bem com a água (apolar) e também é liso. Por isso, em uma das faces “ligantes” do primer, ele vai ter características polares (para se aderir a unha) e a outra face será apolar (para se aderir ao produto). 

Cuidados com o primer

Embora o primer seja uma peça chave na preparação, o uso dele em excesso pode comprometer o bom serviço. É relevante conhecer a unha da cliente para determinar qual dos nosso primers e o quanto de primer deve ser utilizado. Mas, na maioria dos casos, uma única camada já é suficiente para garantir uma boa adesão. No entanto, clientes com leito ungueal muito oleoso ou com hiperidrose (suor excessivo) podem ter descolamento, sendo necessário aplicar duas camadas do produto. Em nenhuma hipótese, aplique mais de duas camadas de primer, porque esse excesso danifica a superfície da unha. Se a cliente está enfrentando dificuldades com a adesão, mesmo com a aplicação de duas camadas de primer, o problema pode estar na técnica utilizada e não na falta de produto.

Além disso, é importante que você se atente ao tempo de secagem (ao ar livre) do produto, porque o acrílico ou o gel não pode ser aplicado com o primer úmido ou semi-úmido na unha. Para saber se o primer está seco é só analisar o leito ungueal, caso ele esteja com uma cor esbranquiçada, ele já está completamente preparado para receber o produto. Mas não confunda, não é o primer que seca esbranquiçado e, sim, a unha totalmente desidratada que apresenta essa coloração.

Se você é um fã da marca, já deve ter percebido que nós temos três diferentes primers: X-Strength acid primer e a caneta primer; X-Strength non-acid primer e o fuse. Isso acontece porque eles têm formulações diferentes e são indicados para diferentes procedimentos e unhas. 

X-Strength acid primer e Caneta primer

Os primers ácidos metacrílicos surgiram, no primeiro momento, para procedimentos odontológicos, mais especificamente, para a aplicação de próteses dentárias, por causa que ele conseguia desidratar completamente a superfície do dente. Ele foi utilizado por mais de 20 anos na indústria dentária e, depois, foi incorporado pela indústria das unhas. 

O X-Strength acid primer e a caneta primer são os mesmos produtos e são os nossos primers ácidos metacrílicos. Por possuírem moléculas pequenas, é possível garantir uma maior interação do gel e/ou do acrílico em todo o leito ungueal. Por isso eles são mais resistentes, sendo indicados para unhas oleosas e sudoreicas. Entretanto, é extremamente fundamental ter um conhecimento prévio antes de manuseá-lo, uma vez que, caso ele seja utilizado de forma inadequada, ele pode comprometer a unha e a pele da cliente e da profissional. 

O X-Strength acid primer vem de forma líquida e é aplicado por um pincel DuPont – que são os mesmos pincéis utilizados por esmaltes. Além disso, a tampa do nosso primer tem uma trava de segurança infantil – também utilizada na indústria medicamentosa -, que foi um cuidado pensado pela Cuccio Internacional para evitar que o produto derrame acidentalmente do frasco e entre em contato com a pele da profissional ou da cliente. 

Já a caneta primer é aplicada por uma ponta de caneta chanfrada, o que pode garantir um melhor controle na aplicação, sendo recomendado, principalmente, para Nail Designers iniciantes.

Fuse

O nosso queridinho da preparação, acompanhado do prep, é formulado com BisGma, que possui função adesivadora característica do primer ácido, porém seu diferencial é o fato de seu pH se aproximar ao da unha. 

O BisGma surgiu após a necessidade de se substituir os cimentos odontológicos pré-existentes. Esse composto uniu as tecnologias das resinas acrílicas e epóxicas em uma única fórmula, transformando-se em uma pasta grudenta. Acompanhando essa inovação, a Cuccio o incorporou à formulação do fuse, garantindo que ele possuísse o mesmo desempenho dos primers ácidos, mas sem apresentar um pH tão corrosivo, o que traz mais segurança para a sua aplicabilidade. Ele é indicado, portanto, para clientes com as unhas frágeis e finas.

X-Strength non-acid primer

Outra fórmula do primer é a não-ácida e não-metacrílica. Ela começou a ser utilizada na indústria veterinária, para garantir a adesão em cascos de alguns animais. Essa fórmula não-ácida surgiu por causa do receio do ácido chegar à corrente sanguínea do animal e, posteriormente, ela chegou no mercado das unhas com uma nova proposta de adesão.

Diferente da fórmula ácida que funciona como uma fita dupla-face, o primer não-ácido vai garantir a adesão aumentando levemente o pH da unha, para ele ficar próximo a alcalinidade dos produtos de alongamento e permitir que eles possam interagir diretamente entre si. Todavia, a unha, uma hora, voltará a ter o seu pH inicial, por isso o primer não-ácido garante a adesão por menos tempo, quando comparado com o primer metacrílico. Embora ele não seja ácido, a tampa com trava de segurança permanece na embalagem, para evitar que esse seja ingerido pelo público infantil.

Por não ter uma fórmula ácida, ele trará menos danos caso entre em contato com a pele da cliente ou da profissional, minimizando os riscos de desencadear reações alérgicas, ou seja, é indicado para clientes com maiores sensibilidades. Mas isso não significa que os equipamentos de proteção individual (EPI’s) e coletivo (EPC ‘s) estão dispensados, é fundamental sempre estar atento à segurança e ao manuseio de qualquer produto. 

Cuidados ao manusear o primer

  • Sempre utilizar aparelhos de proteção individual e realizar o procedimento em ambientes bem ventilados;
  • Evitar o derramamento do produto e o contato do primer com a pele da cliente e da profissional;
  • Nunca aplicar mais de duas camadas de primer e sempre se atentar ao tempo de secagem desse, porque ele tem que secar completamente antes de aplicar o próximo produto;
  • Não utilizar primer nas Tips, porque pode danificar o plástico ABS delas. 

Agora que você já sabe de tudo isso, você está pronta para arrasar na preparação dos seus serviços de unha. E que tal você compartilhar esse conhecimento? Nos botões abaixo você pode compartilhar essa matéria nas suas redes sociais para mais nail designers conhecer o assunto. 

Até o próximo post 😉

This Post Has 2 Comments
    1. Criamos um link especialmente para você que procura nossas Educadoras Independentes para adquirir uma formação, confira ✨

      instabio.cc/cursos-cuccio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top